terça-feira, 18 de novembro de 2014

Wishlist Black Friday/Natal

Não sei se vocês gostam desse tipo de post, mas a ideia principal foi mostrar a vocês alguns itens que eu desejo comprar na Black Friday. Caso não consiga comprar alguns deles, deixo aqui como wishlist de Natal (família e amigos que tem o link do blog, agora vocês já sabem o que eu quero, rs).

A divisão, a princípio, que fiz era pensando somente em maquiagem, dividi pelos sites da Sephora e da Beleza na Web, que fazem boas promoções na época da Black Friday. Aí terminei acrescentando alguns livros, porque não é só de batom que dá pra viver.

1) Sephora:
Primer Potion "Original", Urban Decay | Bruma Finalizadora Vitaminada, Marina Smith by 2Beauty | BB Cream Olhos, L'Oréal Paris | Corretivo Full Cover, MAKE UP FOREVER (acho que a minha cor seria a 04 - Flesh) | Batom Cremoso, Marina Smith by 2Beauty | Lápis de olhos 24/7 Double-Ended Pencil, Urban Decay

Geralmente a Sephora faz excelentes promoções na Black Friday. Esse ano me prometi que não compro mais perfume, então só me restaram as maquiagens. Claro que eu não preciso de tudo isso, mas... Pra minha defesa eu digo que o meu Primer Potion tá no fim.

2) Beleza na Web:


Blush Instain "Pinstripe Plim", the Balm | Iluminador/Blush Cindy-Lou Manizer, the Balm | Corretivo Healthy Mix "Eclat Clair", Bourjois.

A Beleza na Web é outro site que também faz promoções boas e não só na Black Friday. Sou muito fã dos produtos da the Balm e esses dois são os que venho desejando ultimamente. Sobre o corretivo da Bourjois, já li algumas resenhas positivas e fiquei curiosa já que gosto bastante da base.

3) Livros:


Deuses Americanos, Neil Gaiman | O Fim da Eternidade, Isaac Asimov | Mulheres que Correm com os Lobos, Clarissa Pinkola Estés | Notas sobre Gaza, Joe Sacco | Bordados, Marjane Satrapi | Engenharia Constitucional, Giovanni Sartori
Sempre ganho livros no Natal, o que me deixa muito feliz. Tem alguns livros que estou querendo comprar há tempos, mas por um motivo ou outro termino deixando de lado - menos o "Engenharia Constitucional", esse o motivo da compra não realizada é falta de dinheiro mesmo.

Quero saber o que está na wishlist de vocês pra Black Friday e pro Natal! Que tal você me contar nos comentários? Tem alguma coisa da minha wishlist que chamou a sua atenção?

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Resenha: paleta Naked 3, Urban Decay

Não sei exatamente o porquê do adiamento dessa resenha (na verdade, posso até tentar justificar por falta de tempo), mas agora que a Naked 3 finalmente chegou ao Brasil, acho que não posso mais adiar.

A Naked 3, como já diz o nome é a terceira da família de paletas de sombras "Naked" da Urban Decay. A premissa da linha é de fazer sombras nudes, cor de pele. A fama da primeira paleta foi tanta que o negócio virou uma linha com direito a BB Cream, trio de blush/contorno/iluminador, paleta apenas seis sombras (como a Naked2 Basics) e mais outras coisinhas. Ou seja, o negócio é do pipoco, rs.

A ideia da primeira paleta Naked é de tons nudes, mais quentes. A da Naked 2 já são tons mais taupes, acinzentados e frios. Já a terceira são tons mais rosados.




Logo quando lançaram a Naked 3, lembro até de ter comentado na fanpage do blog que não tinha achado esses balaios todos. Mas com o tempo, quando começaram a surgir mais swatches, mais fotos dela, mais tutoriais com ela... Nossa, não resisti e me rendi. Achei linda. Não tinha nada parecido com ela.

A embalagem da Naked 3 é um estojo resistente. Parece ser feito de plástico ou tipo lata, meio metal, infelizmente não sei dizer. Vem 12 sombras de 1,3g e um pincel duplo: um lado para aplicar a sombra e o outro para esfumar.




Acho que nem preciso me ater muito a qualidade das sombras: são excelentes, macias, tem boa pigmentação e esfumam bem.

Como vocês sabem, as paletas Naked sempre começam da sombra mais clara e vai até a mais escura, então vamos lá...  (ah, traduzi a maioria das cores do site da Urban Decay já que sou péssima dando pitaco e dizendo qual cor é qual)



Strange: bege com fundo rosado com acabamento entre o matte e o acetinado, gosto muito de usá-la no arco das sobrancelhas;

Dust: rosa claro metálico com brilhos e micro-glitter, acho sensacional para o canto interno numa maquiagem mais elaborada, mas também uso tranquilo no dia-a-dia, já que apesar de ser bem iluminada, é clarinha;

Burnout: pêssego rosado claro com acabamento acetinado. Já usei muito na pálpebra toda ou só na metade da pálpebra pra depois usar um tom mais escuro;

Limit: taupe claro rosado matte, acho maravilhoso usá-lo no côncavo ou na pálpebra inteira quando quero um esfumadinho opaco;

Buzz: rosa métalico com brilhinhos prateados. Pela descrição parece brega, mas não é. Sombra linda pra ser usada na pálpebra inteira ou fazer um degradê utilizando-a no começo e finalizando com uma sombra preta;

Trick: dourado rosado com acabamento metálico, achei uma cor linda, bem rica e sofisticada. Dá pra usar igual a Buzz - ou fazer um esfumado com a Buzz e a Trick, fica lindo;

Nooner: taupe mais escuro com fundo rosado matte, adoro usar no côncavo ou na pálpebra inteira quando só quero uma corzinha. Acho que é uma das sombras que mais uso na paleta;

Liar: malva metálico com brilhos. Definitivamente essa é a minha sombra favorita da paleta. Ela é linda, chique e classuda. Já fiz esfumados mil com ela: já usei na pálpebra toda, no comecinho, no final, no côncavo. A partir da Liar que iniciam os tons mais acinzentados/taupes/marrons com fundo mais rosado/avermelhado/arroxeado da paleta;

Factory: marrom rosado acetinado. Olhando na paleta, é uma das sombras que você olha e pensa que já tem algo parecido (e realmente pode ter), mas é a típica sombra que combina com tudo e que é neutra;

Mugshot: taupe metálico com brilho levemente rosado. Nem preciso dizer que fiz a festa com essa parte mais taupe da paleta, né? Também acho que nem preciso dar sugestões de uso para essa lindeza;

Darkside: malva meio taupe escuro acetinado. Linda, linda, linda. Gosto muito de usá-la sozinha na pálpebra inteira, esfumando os cantos e com o canto interno iluminado. Se quero caprichar mais, passo um pouco de lápis marrom como se fosse delineador e esfumo;

Blackheart: preto matte com micro partículas de brilhos avermelhados. Com certeza é a sombra "festiva" e para maquiagens mais noturnas, escuras e marcadas. Gostei muito de usá-la como um "delineador" esfumadinho e no canto externo. Também usei na pálpebra toda e ficou lindo.

A foto dos swatches ficou bem podrinha porque tenho dificuldade em fazer foto de amostra com várias sombras, mas no Google Imagens vocês vão encontrar outras amostras melhores. A ideia mesmo do post era dar a minha opinião sobre a paleta.

Se é boa? Sim, uma excelente paleta, lindíssima e perfeita para o dia-a-dia e para maquiagens elaboradas para a noite. Achei uma paleta bem democrática, combina com as peles mais clarinhas e com as mais escuras, independente do subtom. Sei que é cara, mas acho que é um bom investimento. Acho que com uma só paleta da linha Naked, uma pessoa fica satisfeita e dá pra fazer várias opções de looks. Imagino que algumas pessoas vão virar a cara por ser uma paleta mais "rosada", afinal de contas, eu também fiz isso, mas depois de ver os inúmeros tutoriais, não resisti.

Prós:
Ótima opção de paleta para tons neutros;
Seleção de cores bem interessante, focado no tom rosa;
Qualidade impecável para as sombras.

Contra:
Alto custo.

Sei que atualmente as marcas nacionais andam investindo bastante em sombras e paletas, mas acho que as da Urban Decay, principalmente as da linha Naked, viraram quase uma lenda. Se você tem o investimento $ e gosta de maquiagem, acho que é justo investir em uma (ou quantas você quiser), afinal de contas, é uma paleta neutra que dá pra usar diariamente. Por isso dou cinco corações.


♥ ♥ ♥ ♥ ♥

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Favoritos (ou mais usados) de outubro/2014 ♥

Faz um tempão que eu não posto favoritos. Parei depois de perceber que vocês poderiam ficar enjoados, já que tiveram meses que não consegui postar nada além dos favoritos, sem contar que muitas vezes, poucos produtos variavam. Mas esse mês me deu uma coisa que eu senti vontade de compartilhar os meus produtos prediletos de outubro com vocês.


1. Hidratante Facial "Morning Energy", Clean&Clear: há tempos as meninas do grupo Conversa de Beleza falam desse hidratante que elas usam para misturar/diluir a base, mas eu nunca o achei por aqui. Esse eu encomendei em alguma loja aqui na internet e paguei mais ou menos R$20. Tenho amado diluir a base com ele porque ele deixa a pele meio iluminada e dá uma sensação de frescor assim que passo;

2. Naked 2 Basics, Urban Decay: acho que na resenha dela (link aqui) eu já comentei sobre a minha paixonite. Consigo fazer maquiagens para o dia-a-dia, maquiagens para a noite e tudo com essa paletinha. Sem contar que eu adoro as cores e elas são matte;

3. Blush Hot Mama!, theBalm: tinha notado que havia deixado esse blush meio encostado e percebi que estava com um pouco de preconceito porque ele tinha brilhinhos dourados. Aí doeu meu coração, gente! O Hot Mama é tão lindo, os brilhos dele também, parei de ficar me apegando a regra e comecei a usá-lo no meu dia-a-dia (e estou amando);

4. Rímel The Rocket, Maybelline: há um tempão estava louca pelo The Rocket porque a Estée sempre falou dele. Quando viajei em maio, terminei comprando e gostei, mas só usava o dito cujo a noite porque achava o efeito muito "cheguei" - e realmente é, ele alonga muito e dá volume. Como eu estou bem desapegada das regras, também usei muito no dia-a-dia, toda feliz porque meus cílios estavam quase batendo nos óculos;

5. Batom matte "Berry Noir", Contém 1g: nesse post aqui mostrei dois batons roxos queridinhos. Esse mês o batom roxo que mais usei foi o Berry Noir. Sinceramente, eu amo, mas às vezes fico com uma raiva! Motivo da raiva: se os lábios não estiverem esfoliados e bem hidratados, o batom fica juntando no meio, acumulando nas linhas dos lábios e fica horrível. Tirando isso, é só amor;

6. Batom Ruby Woo, M.A.C.: no dia-a-dia, quando eu não precisava ir a faculdade, mas precisava sair para resolver alguma coisa, batom vermelho era o meu "nude", se é que vocês me entendem. Comprei o Ruby Woo em maio e acho que na foto dá pra ver que ele já perdeu a forma todinha. Pois é, virei mais uma fã do Ruby Woo.

Agora eu quero saber quais são os favoritos de vocês! Me conta lá nos comentários ;)

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Resenha: paleta Naked2 Basics, Urban Decay

Apesar de já ter uma boa quantidade de paletas neutras, faz um tempo que eu estava desejando uma paleta de sombras só de neutros mattes. Cogitei muito montar um quarteto da M.A.C., mas quando fiz as contas, meu bolso deu uma choradinha e eu deixei pra lá (sairia R$185, uma paleta e quatro sombras). Pouco tempo depois, quando eu já estava tentando superar a ideia, a Urban Decay lança a Naked2 Basics (com duas sombras a mais e mais barata que o quarteto que eu iria montar na M.A.C.) e como vocês puderam ver pelo título dessa resenha, eu não resisti.

Como já comentei com vocês, essa novidades eu gosto de encomendar com a Leise. Acho que a Naked2 Basics vai custar o mesmo preço da primeira na Sephora tupiniquim: R$149.

A Naked2 Basics é a típica paleta perfeita para viagens: pequena, tem um espelho que quebra um galho e tem uma embalagem resistente. Cada sombra tem 1,3g.




Diferentemente da Naked Basics, a Naked2 Basics tem sombras mais frias, os tons marrons são mais taupes/acinzentados. Ainda bem que dessa vez a Urban Decay acertou e colocou só dois tons claros (ao invés de três, como na primeira paleta do tipo), sendo um acetinado e outro matte. A marca também diz que a Naked2 Basics é o complemento da Naked2, como eu não tenho esta última, não posso falar nada sobre isso.

Amei a seleção de cores. Sou muito fã de um taupe matte, tipo o Omega da M.A.C. e essa paleta tem umas variações excelentes desse tipo de tom que dá pra fazer umas maquiagens básicas e mais elaboradas (e se quiser elaborar ainda mais, é só passar uma sombra com um shimmer por cima do que foi feito).




Sobre a textura das sombras: excelente. São macias e bem pigmentadas. Tão macias que dependendo do pincel, dão uma esfarelada. Acho que pincéis com cerdas naturais se dão melhor com essas sombras.

E agora, sobre as cores: a primeira sombra é a Skimp, de acordo com o site da marca é um nude pálido acetinado, gosto muito de usar no canto interno para iluminar e às vezes no arco da sobrancelha. A Stark é nude rosado matte, faço o mesmo uso da Skimp, mas também uso na pálpebra inteira após o primer, só pra dar uma "base" na maquiagem que está por vir (só eu associei o nome da sombra a Game of Thrones quando vi o nome dela?). A Frisk é um cinza quente matte, maravilhoso para o côncavo nos dias de maquiagem preguiça, ou até nas mais elaboradas mesmo, vai do seu gosto. A Cover é dita como uma sombra marrom avermelhada matte, na minha opinião é só um marrom mais quente, não tem muito "avermelhado" não. A Primal é o típico marrom matte que provavelmente você já tem em casa (mas que sempre é bom ter mais um numa paleta de neutrinhos). Por fim a Undone, um marrom escuro, de acordo com o site, é um marrom "fumaça", escuro.


Swatches estão terríveis porque o tempo também tá terrível aqui e a iluminação não ajuda.
A pigmentação de todas são excelentes e eu adorei a seleção de cores, mas tenho minhas dúvidas se essa é uma paleta democrática para todos os tons de pele.

Prós:
• Ótima paleta para viagens;
• Bom custo x benefício, se comparado com o valor da paleta personalizada da M.A.C. no Brasil;
• Boa seleção de cores, principalmente para quem ama taupes;
• Excelente textura.

Contra:
• Não sei se as cores valem a pena para todos os tons de pele.

Enfim, para finalizar essa resenha, fiquei bem feliz com a minha compra. É a paleta que mais tenho usado ultimamente, acho muito simples fazer maquiagens para o dia-a-dia e até pra noite com ela. Sem contar que eu adoro uma sombra neutra opaca. Decidi dar cinco coraçõeszinhos (e se pudesse daria mais). Espero que a Urban Decay pare de tentar tanto minha mente com essas paletinhas lindas.


♥ ♥ ♥ ♥ ♥

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Resenha: Pure Radiant Tinted Moisturizer SPF 30, NARS

Olhando algumas amostrinhas que havia ganho há um tempo, encontrei um sachê desse hidratante com cor ("tinted moisturizer") da NARS que a Leise tinha me dado.

Como expliquei acima, o tinted moisturizer nada mais é do que um hidratante com cor. Particularmente, eu gosto do efeito da base diluída no hidratante e faço muito isso no dia-a-dia para economizar tempo e quando eu quero uma pele extremamente leve, porém com o tom igualado. A proposta desse produto da NARS é uma "base" livre de óleo, leve, que tenha um acabamento quase translúcido e radiante, um produto que o resultado final seja tão natural que pareça tipo "minha pele, porém melhor" (my skin, but better).

O que eu achei legal desse da NARS foi o fato dele também tem fator de proteção solar (FPS 30), o que é excelente pra quem quer algo discreto e rápido pro dia-a-dia, já que resume três passos em um - hidratar, proteger e a base de cobertura leve.

Na Sephora do Brasil, esse tinted moisturizer custa R$174. Já nos Estados Unidos custa US$42. Achei o preço não muito convidativo.



A amostra tem 1mL e deu para dois usos, então tive que prestar bastante atenção em todos os detalhes para ter uma opinião formada. A versão normal dele tem 50mL. A NARS disponibilizou 11 cores e pensou também nos subtons.

Testei a cor Alaska (é o equivalente ao "light 2", seria a terceira cor mais clara e com fundo neutro).

Assim que comecei a pegar o produto, já achei que ele ia ficar escuro. Realmente, ficou. Mas quando comecei a espalhar, o tom ficou bem próximo com o da minha pele.

O Pure Radiant é um creme com cor bem fácil de ser aplicado com os dedos, porém acho que o acabamento fica melhor com um flat top kabuki.

Senti que ele demora um pouco pra secar, o que me incomodou bastante. Também achei que ele não aderiu bem na pele, ficava muito "radiante" e logo fiquei com medo de deixar meu rosto mais oleoso. Na verdade, não deixou mais oleoso, mas também não ajudou a conter. Senti muita necessidade de passar um pó compacto para finalizar (atualmente estou usando o Blot Powder da M.A.C.). No quesito de hidratação, acredito que ele conseguiu hidratar bem a minha pele ao longo do dia.

A cobertura dele é leve mesmo. Não acredito que vá cobrir bem espinhas ou manchas mais acentuadas, mas vai ajudar a dar uma disfarçada caso sua pele seja um pouco avermelhada e você procure um produto para igualar os tons do seu rosto.


Na primeira foto só com o corretor Erase Paste nas olheiras, na segunda foto com o Pure Radiant Tinted Moisturizer
Como já comentei, o acabamento é radiante mesmo, a pele fica acetinada e com uma aparência de pele bem viva e saudável... Tão viva e radiante que chega a dar medo em quem tem pele oleosa.

Prós:

• Boa variedade de cores;
• Cumpre o acabamento radiante prometido, deixando a pele bem acetinada;
• Alto fator de proteção solar;
• Cobertura levíssima.


Contras:
• Preço alto;
• Demora para secar e aderir na pele.

Fiquei bem feliz de ter sido só uma amostra, porque acho que esse seria um produto que caso tivesse comprado o full-size, teria ficado frustrada. Não acho que seja um produto ruim, mas não é o produto ideal para todos os tipos de pele. Para quem tem pele seca e madura, provavelmente vai adorar. Portanto, dou três corações.


♥ ♥ ♥

terça-feira, 22 de julho de 2014

Comparação: Berry Noir (Contém 1g) x Heroine (M.A.C.)

Antes de mais nada, preciso informar: estou louca por essa onda de batons roxos. Não lavanda ou lilás, mas roxo! Como estão lançando batons roxos aos montes, então vocês imaginam o quanto estou amando aos montes (meu bolso, nem tanto).



Ontem comprei com a Duda Gaia o Heroine da M.A.C. Preciso confessar que no começo, quando relançaram (acho que é isso), não dei muita bola. Mas depois de tantas fotos, não deu pra resistir e arrematei.

Outro nessa onda de roxinhos que fiquei encantada foi o Berry Noir da Contém 1g. Foi um pouco difícil de encontrar o dito cujo numa das lojas da marca, mas no final, consegui.

Mas o post de hoje é bem rapidinho, só pra mostrar os dois em ação.

Berry Noir à esquerda e Heroine à direita.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Resenha: delineador em gel marrom, Impala

Há alguns dias atrás, andando numa perfumaria daqui, encontrei alguns produtos da marca Impala. Já havia visto alguns produtos nas lojas Renner, mas nenhum dos que tinham lá chamou minha atenção. Dessa vez, estava pensando em comprar um delineador marrom para usar no dia-a-dia (pois é, voltei a fase do delineado cat eyes, rs).

Encontrei esse delineador em gel, com um mini-aplicador (que eu nunca uso) nas cores "preto" e "marrom". De todas as marcas que tinham na perfumaria, o da Impala era o delineador em gel mais barato e olha que lá tinha Dailus (uma marca que costumava ser baratinha). Paguei R$18, vem 3g.



Diz a marca que é um delineador em gel, mas achei ele mais uma pastinha de fato do que gel. Para nível de comparação, acho o fluidline da M.A.C. mais consistente que esse delineador da Impala.

Como comentei acima, não uso o aplicador que veio, prefiro usar um pincel chanfrado mesmo, acho muito mais prático.

Ele é bem pigmentado, tem uma cor bonita, mas na hora da aplicação mesmo, senti que tem algumas partes que ficam meio falhas. Bem, não sei se foi por culpa minha, do pincel ou do delineador, mas devido a essas falhas, tenho que ficar consertando pra não deixar aquele espaço mais claro no meio do delineado, entende? Vai começando de uma cor e quando eu estou quase terminando a linha, fica mais claro e mais claro.


Fiquei bem satisfeita (e até um pouco impressionada) do quanto ele dura. Só senti ele sair uma vez, porque cocei os olhos e aí, não tem delineador que aguente, certo? Quando não cocei, ele durou o dia inteiro, tranquilamente, aguentando até quando eu lacrimejei.

Prós:
• Duas opções de cores;
• Opção nacional e acessível;
• Boa duração.

Contra:
• Às vezes preciso aplicar mais de uma vez ou consertar algumas partes porque acho que não fica igual, algumas partes ficam mais claras.

Não me arrependi de ter comprado. O preço foi bom e o produto não deixa a desejar. Infelizmente vou tirar um coração porque... Poxa, tenho sempre que dar uma ajeitadinha pra cor ficar igual em toda pálpebra. Nunca na primeira passada fica 100%, sabem?

♥ ♥ ♥ ♥ ♥

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Fazendo maquiagens com uma só paleta (maquiagem para noite) - Smoked Palette

Demorei um pouquinho pra postar de novo essa categoria, mas tô de volta.

Hoje tem mais uma ideia de look com a Smoked Palette da Urban Decay (resenha aqui). Dessa vez fiz uma maquiagem mais colorida, focando mais na cor roxa (a Rockstar). Sei que coloquei ali em cima que era uma maquiagem "para noite", mas eu não me importaria de usá-la a tarde e acho que algumas pessoas também não vão se importar.




Como já comentei com vocês, não sou nenhuma expert e muito menos maquiadora profissional, sou só uma entusiasta da maquiagem, vamos dizer assim...

Então, vamos lá:



Começo a maquiagem usando o Urban Decay Primer Potion "Eden" (1) e depois, para igualar o tom da pálpebra, uso a sombra Freestyle (2) com um pincel gordinho (3).



Com a sombra marrom matte da paletta, no caso, a Backdoor (4), uso um pincel de esfumar bem fofinho, tiro o excesso da sombra e vou esfumando (5) até a sombra ficar bem natural e nada marcada (6), a intenção mesmo é só delimitar o espaço que eu vou usar e criar definição.



Usando a sombra Asphalt (7) e um pincel de esfumar, aplico-a como na foto (8) e esfumo as bordas (9). A ideia é deixar um espaço para a sombra roxa, quase como um esfumado horizontal.



Com a sombra Rockstar (10) e o mesmo pincel usado para aplicar a Asphalt, aplico-a no espaço que deixei sobrando anteriormente (11). Como a cor não ficou tão evidente (12), umedeci o pincel e apliquei novamente a Rockstar.



Com a sombra preta matte, Blackout (13) e o mesmo pincel de esfumar usando anteriormente (14), aplico no final da pálpebra, apenas para dar um efeito degradê e esfumo bem para o preto se fundir com o finalzinho do roxo (15) e não deixar nada muito marcado.


Apliquei rímel e um lápis bege na linha d'água para dar a impressão de um olho mais "desperto" e maior (16). Para finalizar, utilizei a Kinky (17), que é uma sombra branca e matte, para iluminar o canto interno do olho (18) para que a maquiagem não fique muito pesada e escura, dando assim um aspecto de cansaço.

O resultado final foi esse:


O que vocês acharam? Por favor, deixem nos comentários sugestões de ocasiões que vocês gostariam que eu fizesse a maquiagem. :)

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Resenha: corretivo Erase Paste, Benefit

Se tinha um produto que eu lia maravilhas sobre e tinha muita curiosidade para testar era o Erase Paste. Quem tem olheiras, sabe bem como é tentar "disfarçar" as queridas, principalmente naqueles dias de poucas horas de sono e às vezes falhar miseravelmente.

Sobre corretores, não conheço muitos, mas tinha curiosidade com o da Bobbi Brown, porém o valor me assusta e desencanei disso. Sei que tem uma opção nacional, acho que é da Catherine Hill, mas nunca encontrei por aqui. Também tem o da Skin Food, mas estranhamente nunca me empolguei tanto para testar. O Erase Paste sempre foi uma opção que considerei porque sempre li muitos elogios sobre, como já comentei acima.

A proposta do Erase Paste é um corretivo/corretor que camufla e ilumina as olheiras e outras áreas do rosto que tenham imperfeições ou problemas de descoloração (acho que é basicamente isso).



Infelizmente - e não entendo o motivo - a Benefit não trouxe esse produto para o Brasil. Só consegui comprar no duty free de Guarulhos que agora vende Benefit e tem alguns produtos por um preço mais camarada que o da Sephora. Paguei uns US$28, se não me engano.

A Benefit lançou três cores: fair, medium e deep. Comprei a fair e a cor ficou ok em mim. Pra quem quiser ter uma ideia de cor, acho que até a cor NW20 fica bem com a fair. Acredito que todos os tons tenham um fundo meio salmão, justamente porque a proposta do Erase Paste é um corretor e o fundo mais salmão/rosado ajuda a "anular" a cor da olheira.

A embalagem é um potinho de plástico - quer dizer, eu acho que é plástico - com tampa de rosquear. Vem também uma espátula pequena, de plástico, que é indicado pra retirar o produto para aplicar. Não uso a espátula porque não tenho paciência. Talvez seja mais higiênico, mas sempre lavo às mãos ou uso álcool em gel antes de maquiar e também só eu uso o corretivo, então, não me importo muito. Ah, na embalagem diz que vem 4,40 g.

Fiquei impressionada com a textura, juro que não esperava um produto tão cremoso assim! Parece um hidratante! Devido a textura, é bem fácil de espalhar e não tem aquele problema todo de secar e não sair mais do lugar. Para aplicar, geralmente pego um pouco do produto e espalho dando batidinhas delicadas com o dedo anelar, para aderir bem continuo dando batidinhas com os dedos até sentir que o corretor meio que se "fundiu" com a pele.

A melhor forma que encontrei de usá-lo foi aplicando antes da base, porque sinto que fica bem natural. Quando aplico depois da base, sinto que fica meio falso já que ele tem o fundo salmão. Então, faço o seguinte processo: primeiro aplico o corretor como disse acima, espero um pouco para sentir que o produto aderiu bem na pele, só depois disso aplico a base e com muito cuidado, pressiono levemente o kabuki onde apliquei o corretor, para a região pegar um pouco do tom da base; só depois de tudo isso, aplico o corretivo.

1. Sem nada; 2. Aplicando o Erase Paste; 3. Só com o Erase Paste; 4. Erase Paste + Base (usei a Healthy Mix da Bourjois)
A cobertura é excelente, mas nos dias de olheiras mais extremas, sinto que ele sozinho não é tão eficaz, daí uso o corretivo depois da base.

Geralmente não me dou muito bem com corretivos/corretores cremosos desse jeito porque eles acumulam um pouco nas linhas e isso aconteceu um pouco com o Erase Paste. Mas não me importei muito e para disfarçar isso, dou muitas batidinhas com os dedos antes de aplicar a base.

Não tenho nenhuma queixa sobre a duração dele, achei que aguentou bem todas as vezes que usei.

Achei que ele cumpriu tudo o que promete. Para algumas pessoas que não se incomodam com as olheiras pode ser um produto supérfluo, mas acho um excelente produto para quem deseja camuflar nessa área.

Prós:
• Uma boa opção de corretor mid-range ("mid-range" é um termo para produtos que não são tão caros quanto outros de marcas caríssimas e famosas como Dior, Chanel, etc; e nem tão baratinhos quanto os produtos de farmácia);
• Para quem tem problemas com pálpebras mais sequinhas indico muito já que ele é bem hidratante;
• Devido a textura, dá pra espalhar bem e sem medo do produto secar e ficar estranho no rosto;
• Parece pouco, mas acho que as três opções de cores são suficientes.

Contras:
• Infelizmente não é vendido no Brasil (por queeee Benefit?! por que?!);
• Não sei se só foi comigo, mas ele deu uma acumulada de leve nas linhas dessa parte dos olhos.

Apesar dos contras, não vou tirar nenhum coração da avaliação final já que dá pra contornar alguns desses probleminhas, rs. Os prós dele terminam superando os contras.


♥ ♥ ♥ ♥ ♥

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Fazendo maquiagens com uma só paleta (maquiagem para o dia-a-dia) - Smoked Palette

Há alguns dias atrás ganhei a Naked 3. Como estava tão empolgada, não conseguia pensar em qual maquiagem fazer, daí saí em busca de algumas ideias no youtube. Foi assim que eu tive a ideia de montar uma série de posts do tipo "fazendo maquiagens com uma só paleta em várias ocasiões".

A princípio pensei em fazer uma maquiagem/look (como vocês quiserem chamar) para o dia-a-dia (trabalho/escola) e outro para ocasiões especiais. Mas se alguém quiser sugerir mais alguma ideia, pode comentar lá em baixo. ;) Lembrando que eu não sou nenhuma maquiadora profissional, só são algumas sugestões mesmo porque senti falta já que às vezes a criatividade sai correndo e não sei o que usar, etc.

Quis começar com a Smoked Palette, da Urban Decay, porque algumas pessoas acham que não dá pra montar maquiagens mais básicas com ela (minha mãe acha isso, rs).




Então, eis a minha sugestão:



Como toda maquiagem que começo a fazer nos olhos, comecei com um primer de sombras, no caso usei o Urban Decay Primer Potion na cor "Eden", mas obviamente você pode usar qualquer um que tiver.

Apliquei a sombra "Freestyle" em toda a pálpebra móvel, dando uma esfumadinha de leve nos cantos.



Dando uma limpadinha no pincel, usei a sombra "Kinky" para dar uma iluminada no canto interno e abaixo das sobrancelhas.



Ainda com o mesmo pincel (dando uma limpadinha, claro), utilizei a sombra "Barlust", tirando o excesso do pincel, para aplicar no côncavo. Logo após, com um pincel bem fofinho de esfumar, esfumei bem a sombra.

Claro que você não precisa usar exatamente a "Barlust". Então, outras opções da Smoked que eu gosto de usar no côncavo para maquiagens neutras são: Mushroom, Backdoor, Asphalt.

No caso da Backdoor e da Asphalt, geralmente tiro bem o excesso delas no pincel para não aplicar sombra em excesso e depois a maquiagem ficar muito forte e não tão neutra.



Com a "Backdoor", peguei um pincel fino para delinear, tirando o excesso da sombra no pincel. Fiz um delineado fino e depois com o mesmo pincel utilizado nos passos anteriores, dei uma esfumada bem, bem, bem de leve, apenas para espalhar um pouco mais a cor, mas sem perder a forma do delineado.

Também não precisa usar exatamente a "Backdoor" da sua paleta. Outras opções são: Blackout e a Asphalt. Caso você queira um pouco de cor no seu dia-a-dia, pode usar a Rockstar, Evidence ou Loaded.

Por fim, curvei meus cílios, apliquei um pouco de rímel, usei um pouco de lápis bege na linha d'água e dei um jeitinho nas sobrancelhas. O resultado foi esse que vocês podem conferir na foto abaixo:



E aí, o que vocês acharam? Gostaram da ideia do post? Por favor, gostaria de saber a sua opinião.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Resenha: corretivo maracuja creaseless concealer, Tarte

Recentemente ganhei uma amostrinha do corretivo Maracuja Creaseless Concealer (obrigada, Leise!) da Tarte. As gringas falam muito bem dos produtos da marca e desde que testei o LipSurgence, fiquei querendo testar mais produtos deles.

De acordo com a descrição da Tarte, o Creaseless Concealer é quase mágico porque oferece longa duração, cobertura total e tem ingredientes anti-idade. Ele tem 6 opções de cores e custa US$24. Sinceramente, eu não sei se vem muito ou pouco produto, já que ele está em "medidas americanas" (0.28oz), mas de acordo com a Leise, ele não é muito grande.



A textura do Creaseless Concealer é mais cremosa do que líquida. Em relação a cheiro, não senti nada.

Da primeira vez que fui usar, peguei a quantidade que geralmente uso com o da Tracta e na hora de espalhar me assustei porque ele cobre bem com pouco produto. O resultado foi que ficou esquisito, mas quando usei pela segunda vez, apliquei pouco e deu tudo certo.

Escolhi aplicar com os dedos. Dá pra espalhar com facilidade e ele não demora muito pra secar completamente, sem ficar "sambando" na pele.

1. Só com a base diluída com hidratante // 2. Com corretivo.
Realmente, esse corretivo tem uma duração muito boa. Testei em diferentes ocasiões, entre elas uma que estava muito calor, estava sem primer, com muitas olheiras e depois ainda por cima, choveu, daí quando cheguei em casa, percebi que o dito cujo ainda estava por ali. Não acredito que ele dure tão bem quanto o Pro-Longwear da M.A.C., mas ainda sim, fiquei surpresa.

Também não posso dizer se ele é hidratante, porque não senti diferença, mas ele também não resseca a pele. Outra coisa que não pude notar foi o fator anti-idade dele porque, bem, eu ainda não tenho rugas.

Prós:
• Ótima cobertura;
• Excelente duração;

• Variedade de cores;
• Não é necessário muito produto para cobrir.

Contra:
• Infelizmente, achei um produto caro;
• Não vende no Brasil.


Olha, se eu não tivesse tantos corretivos, terminaria comprando um full-size dele. Tudo bem que é caro, mas acho que termina valendo a pena porque não é necessário muito produto para cobrir. Acho que esse corretivo é o meio termo entre o da Tracta e o Pro-Longwear. Decidi dar cinco corações porque eu adorei, de verdade.

♥ ♥ ♥ ♥ ♥

sexta-feira, 21 de março de 2014

Resenha: blush "Toast", Jordana

Foi difícil resistir ao blush da Jordana quando a Cherry Culture estava com promoção no ano passado, daí eu terminei levando ele também. Todo mundo fala tão bem dele, além de ter muitas opção de cores e o preço é ótimo (até aqui no Brasil, procurando no Mercado Livre, o preço dele é bom). A primeira vez que li sobre esse blush foi no falecido (mas nunca esquecido) Funny Makeup (saudades, Anninha!).

A verdade é que eu nunca tinha dado bola pra Jordana - acho que era uma espécie de "preconceito" com produtos baratinhos das farmácias gringas - mas depois de testar o blush, fiquei curiosa e pretendo comprar outros produtos (quem quiser sugerir outro produto, fique a vontade).

Como disse, comprei na Cherry Culture. Lá e na Beauty Joint, custa US$2,49, porém está fora de estoque na Cherry Culture. Como teve a promoção, tive um abatimento no final da compra. E esqueci de contar com o frete. Mas independente deste último, acho que o blush não saiu tão caro assim, termina valendo a pena colocar no carrinho se você for pedir outras coisas, mas sozinho, acho que não levaria.

A cor que escolhi foi a "Toast", é um blush opaco meio marrom com um toque bem, bem leve de coral. Ele é bem da cor que eu gosto: não muito rosada e discreto. Tem gente que usa pra contorno, mas eu gosto mesmo dele como blush. Acho que essa cor que escolhi fica ótima para qualquer tom de pele.



Assim que ele chegou, achei a cor meio parecida com a do Douceur da NARS (resenha aqui), mas depois percebi que o Douceur é mais frio e o Toast é mais quente.

A embalagem dos blushes da Jordana é bem simples: toda de plástico, com tampa de rosquear e sem espelho. Não vou mentir que tenho um certo receio dele cair no chão e se espatifar todo. Apesar disso, acho que eu o carregaria no dia-a-dia na necessaire. Na embalagem informa que vem 2,2 gramas.


É um blush bem pigmentado, não fico girando o pincel no produto pra pegar bem a cor, só pego um pouquinho mesmo, tiro o excesso, aplico e esfumo bem. Quem não tomar cuidado, vai terminar com o rosto muito marcado. Tenho aplicado o blush com o pincel de blush da Coastal Scents (esse aqui).


Não sei se foi o pincel usado, mas não percebi o blush esfarelando, o que me deixou bem impressionada e quebrou totalmente o meu preconceito com as marcas mais baratas de farmácia. A duração foi algo que também me impressionou: fiquei tranquilamente com ele por umas seis horas. Claro que o blush não estava com o mesmo efeito de quando apliquei, mas ainda dava pra notar que estava coradinha. Em dias mais quentes, não dura tanto assim, fica por umas quatro horas.

Prós:
• O preço dele é ótimo, bem barato;
• Boa pigmentação;
• Não esfarela.


Contra:
• Infelizmente não dá pra encontrar em lojas brasileiras, mas dá pra pedir no Mercado Livre ou em outras lojas online.

Não levei em conta a embalagem porque ela é bem mediana mesmo, é até boa se você for pensar no preço do produto.

Se eu recomendo? Absolutamente! É um produto excelente para quem não quer investir tanto num blush, mas também não é um produto ruim. Sem contar que tem uma variedade de tons bem legal. Decidi dar cinco corações porque fiquei muito fã desse blush!


♥ ♥ ♥ ♥ ♥

quinta-feira, 6 de março de 2014

Favoritos (ou mais usados) de fevereiro/2014 ♥

Apesar da ausência no blog e do calor por aqui, em fevereiro até consegui usar muita maquiagem.

Tive uma ideia de fotografar todos os produtos que usava todas as vezes que me maquiava e colocava na página do blog no facebook (link aqui) para facilitar os escolhidos para favoritos/mais usados do mês. O que vocês acharam?



1. Paleta "Au Naturel", Sleek Makeup: em fevereiro usei muito as cores mattes e neutras dessa paleta, já que das que eu tenho, ela é a que tem mais cores mattes. Usei muito a sombra branca matte e a marrom também matte. Ao longo do mês terminei optando por um olho mais neutro porque usei muitos batons fortes;

2. Corretivo líquido, Tracta: só coloquei ele aqui pra não perder o costume, hahaha;

3. Base em pó Studio Fix, M.A.C.: essa é uma base perfeita para o calor e momentos de pressa, por isso usei bastante. A cobertura dela não é essas coisas todas, mas quebra um galho;

4. Rímel The Colossal, Maybelline: depois que eu comecei a demaquilar o rosto com óleo de amêndoas, tenho usado mais a Colossal. Sinceramente, o efeito dela é maravilhoso, a duração então... Sem comentários! É um rímel barato e excelente, fica empatado com rímeis mais caros fácil, fácil (e chega até a ganhar de alguns);

5. Bronzer Hoola, Benefit: eu sou uma fã de contorno assumida. Desde que comprei o Hoola, ele virou meu xodó. Em fevereiro o "Taupe" da Nyx chegou, mas terminei usando mais o Hoola mesmo. É caro? Sim, muito. Mas vale muito a pena! Ele é ótimo, esfuma bem e não esfarelou (e olha que eu sempre reclamo disso nos blushes da Benefit);

6. Blush Bella Bamba, Benefit: esse é outro que eu reclamei por esfarelar, mas a cor dele é fantástica, eu amo! O coitado já tem uma parte mais funda graças ao uso constante. A duração dele é ótima. Os brilhos dele são lindos e como eu aplico com o duo-fiber a cor não fica muito forte;

7. Batom Flat Out Fabulous, M.A.C.: ando usando tanto esse batom! Quando comprei achei que não ia gostar muito, mas quando chegou por aqui e testei, simplesmente amei. É um batom que combina com qualquer tom de pele. A duração dele é incrível, a cor então... Pena que eu sempre tenho que hidratar muito bem os lábios (e esfoliar) antes de usá-lo. Sem contar que às vezes ele fica marcando a parte ressecada dos lábios. Mas tirando isso, é perfeito!

Agora eu quero saber de vocês: quais foram seus produtos favoritos no mês passado?

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Misturinha favorita de corretivos: corretivo líquido da Tracta + Pro-Longwear da M.A.C.

Não lembro quantas vezes eu já comentei que tenho amado uma misturinha de corretivos, essa misturinha é a do corretivo líquido da Tracta (resenha aqui) e do corretivo Pro-Longwear da M.A.C (resenha aqui).

Acho que os dois são bons corretivos, mas juntos se tornam ainda melhor.




O corretivo líquido da Tracta é cremoso, hidratante e tem o fundo rosado. Acho um corretivo ótimo de espalhar porque eu não preciso aplicar na pressa com medo que ele seque rápido. Mas o problema é que ele não seca rápido. Às vezes quando termino a maquiagem, ele ainda tá meio molhado e eu sei que se eu for mexer nele, vai ficar um pouco a marca dos meus dedos e não vai ficar legal, daí assim que termino a maquiagem finalizo com pó. No calor, por ser hidratante e ficar meio molhado, eu sinto que ele escorre; no inverno (que aqui no Nordeste não tem) isso acontece um pouco menos.

O Pro-Longwear da M.A.C. é um corretivo de longa duração, como já diz o nome. Infelizmente ele seca rápido e daí eu tenho que aplicar o mais rápido possível. Dizem que a cobertura dele é "média", e termina não cobrindo bem as minhas olheiras. Quando ele seca, fica opaco e não sinto necessidade de finalizar com pó. Sinto que ele resseca essa área dos olhos, então fico sem usar tanto por dias seguidos.

O fato é que um dia decidi misturar os dois e adorei. Misturei e apliquei com os dedos mesmo. Ficou o meio termo dos dois: a cobertura ficou maravilhosa, não ressecou e durou bastante! Depois de uns tempos ainda "trabalhando" na misturinha, descobri que se aplico com a esponjinha da Belliz, que é inspirada na Beauty Blender, o negócio fica melhor ainda.


1. Sem corretivo; 2. Com corretivo.
Quando aplico com a esponja da Belliz, misturo o dois no dorso da mão. Quando eu aplico com os dedos mesmo - o que quase não tem acontecido - aplico um pouco de cada no anelar e misturo com os dois dedos pra aquecer e aplico.

E aí, vocês tem alguma misturinha que amam?

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Favoritos (ou mais usados) de janeiro/2014 ♥

Primeiro favoritos do mês de 2014! Janeiro terminando, o calor matando e as férias dando "tchau", é uma pena mesmo.

Como janeiro foi um mês quente, nenhuma maquiagem aguentava sem escorrer. Daí tive que apelar para medidas extremas, também conhecidas como "primer" e "base de longa duração".


1. Primer "Chafing Relief Powder-Gel", Monistat: não é bem um primer, como eu já expliquei aqui, mas as pessoas usam para essa finalidade devido a composição. Toda vez que me maquiei, usei o Monistat e segurou muito, muito, muito a maquiagem. Ele agora vai ser meu produto indispensável para o verão;

2. Base Colorstay Whipped, Revlon: é a única base que tem aguentado esse verão sem escorrer. A única coisa que tem me incomodado um pouco é porque ela é pesada, tem cobertura alta, daí tenho misturado com o matificante da Contém 1g ou aplico com a esponjinha da Belliz, Beauty Blender inspired;

3. Bronzer Hoola, Benefit: agora eu só saio de casa com contorno! Adoro o Hoola! O Taupe chegou, já usei algumas vezes, mas acho o Hoola a cara do verão. A duração é ótima, ele é matte, fica bem bonito no rosto;

4. Primer de olhos Eyeshadow Primer Potion "Eden", Urban Decay: mais um da lista que ajuda a maquiagem durar. As sombras ficam intactas com ele. Nem preciso me prolongar mais porque ele já é um favorito há tempos;

5. Batom Just Bitten Kissable "Honey", Revlon: por incrível que pareça, em janeiro usei menos cores nos lábios. Daí o "Honey" foi o meu curinga.

As sombras que eu mais usei foram duas marrons, uma da paleta "Au Naturel" da Sleek e a outra da "Undressed" da Makeup Academy.


A primeira é a equivalente a "Buck" da paletta Naked, a outra é um marrom matte mais escuro. A maquiagem que eu mais fiz foi usando a "Shade 5" (dupe da "Buck") na pálpebra inteira e depois a da Sleek no côncavo, esfumando. Ficou bem básico e bonito.

E aí, quais produtos foram os favoritos de janeiro de vocês?

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Resenha: blush Taupe, Nyx

Quando li sobre contorno e assisti mais tutoriais sobre isso, comecei a pesquisar mais sobre produtos para essa finalidade. Sempre lia muito sobre dois produtos: o Hoola da Benefit (resenha aqui) e o blush Taupe da Nyx. O Taupe é um dos produtos queridinhos da Estée (essiebutton) para contorno, é só dar uma olhada aqui pra ver o quanto ela já comentou sobre ele no blog dela.


O "Taupe" comprei na Cherry Culture, custava US$6 + frete, mas quando comprei tinha uma promoção e tive desconto no final. Que eu saiba também vende Nyx no Brasil, em São Paulo, mas o preço é bem mais alto devido a carga tributária ("Brasil um país de todos", ahahah).

A embalagem é toda de plástico e nunca tive problemas com o blush quebrar, mas a embalagem no meu "Peach" (resenha aqui) já quebrou quando ele caiu com tudo no chão, mas o blush, o produto em si, nunca. Sem dúvidas eu levaria ele para uma viagem. Vem 4g (pois é, aparentemente a Nyx também diminuiu o tamanho dos seus blushes).

O "Taupe" é um marrom claro frio, o produto perfeito para contorno de peles claras. Comparando ao Hoola, ele é tem um fundo mais frio, enquanto o Hoola é mais quente.


Como eu já comentei, eu sempre tento fazer o contorno de forma bem sutil e esfumo bem. Sempre pego um pouco e tiro o excesso, mas como ele é claro, às vezes passo mais de uma vez até conseguir ver bem o efeito, daí esfumo bem. Ele é bem pigmentado e é ótimo para esfumar! Afinal de contas, um bom produto para contorno precisa ser bem esfumado e um blush que não sai do lugar, não dá certo pra essa finalidade.

A duração dele tem se mostrado entre boa e mediana (estou em dúvida porque estamos no verão e a minha maquiagem não dura muito sem primer). Sem primer consigo ficar umas três/quatro horas, com primer chega a ficar umas cinco/seis horas. Talvez eu esteja exigindo muito dele nesse verão que derrete qualquer maquiagem.

Outra coisa que notei foi que não tive problemas em relação a ele esfarelar. Não sei se a Nyx mudou alguma coisa na fórmula, mas eu achei o pó do blush mais fininho. Pode ser impressão minha ou o pincel que eu uso tenha cerdas fininhas, mas não tive problemas nesse quesito.

Sinceramente, eu gosto bastante dos blushes da Nyx. Eles são acessíveis e de ótima qualidade. Se eu não tivesse tantos blushes, o frete não fosse tão caro e não demorasse tanto pra chegar, com certeza eu compraria mais.

Prós:
• Para as branquinhas: eis uma ótima opção para contorno;
• Boa pigmentação, não esfarela e esfuma bem;

• Acessível no exterior, pena que é caro no Brasil;
• Duração boa - no verão, melhor usar primer pra segurar bem.


Contra:
• A embalagem protege o blush, mas se cair no chão, quebra facilmente.

Não vou tirar um coração por culpa do quesito "embalagem" porque se a embalagem fosse melhorzinha, o produto poderia ser mais caro. Mas eu gosto muito dos blushes da Nyx e acho que é um produto que vale a pena ser comprado, principalmente fora do Brasil, por isso, cinco corações.

♥ ♥ ♥ ♥ ♥

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Resenha: blush Dandelion, Benefit

Acho que quem acompanha o blog já percebeu que blush e corretivo são dois produtos que amo e termino comprando mais do que deveria.

Quando comprei o Hoola, a Sephora estava com uma promoção nas compras da Benefit e terminei ganhando um kit fofo chamado "Dandelion Wishes", com miniaturas do blush e do gloss Dandelion. Hoje só vou fazer a resenha do blush, depois, caso vocês queiram, posso fazer uma mini-resenha do gloss.

A miniatura tem 3g, é quase um blush full-size de blushes de outras marcas. O Dandelion custa R$139 na Sephora.

De acordo com a descrição do Dandelion no site da Benefit, ele é um pó facial iluminador rosa bailarina. Como "rosa bailarina" é uma descrição meio vaga, acho melhor dizer que é um rosa bem claro com alguns brilhinhos dourados. Por ele ser um rosa claro, termina não funcionando para peles mais escuras.

O cheirinho é ótimo, meio docinho e suave, não me incomodou.

Não notei se o Dandelion esfarelava. Na verdade, descobri que os blushes da Benefit mal esfarelam se eu usar com um pincel com muitas cerdas fininhas - tipo o da EcoTools.

A duração dele é ótima! Quando eu usei o Monistat, ficou umas 7 horas no meu rosto e sem primer ficou umas 4 horas.



Infelizmente o Dandelion não é o tipo de blush que vai servir pra qualquer tom de pele. 
Também não acho que funciona muito bem como iluminador, o brilho não aparece muito na pele nem se for aplicado várias vezes.

Esse não é o tipo de blush que eu gosto muito, é muito claro e sutil, então eu não o compraria (ainda bem que esse eu ganhei de brinde).

Prós:
• A amostra é bem generosa, 3g;
• Excelente duração.


Contras:
• Infelizmente não é um blush que funcione com todos os tons de pele por ser muito claro;
• A versão full-size dele é bem cara, R$139.


Sinceramente, acho que o Dandelion é o tipo de blush que as branquinhas que não gostam muito de cor nas bochechas podem adorar. A qualidade dele é excelente - principalmente se você tiver o pincel da EcoTools para ele não esfarelar todo -, para quem gosta de blush discreto, o Dandelion é perfeito.

Terminei tirando um coração por não ser lá muito democrático e não funcionar bem como iluminador.

♥ ♥ ♥ ♥