quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Resenha: blush Taupe, Nyx

Quando li sobre contorno e assisti mais tutoriais sobre isso, comecei a pesquisar mais sobre produtos para essa finalidade. Sempre lia muito sobre dois produtos: o Hoola da Benefit (resenha aqui) e o blush Taupe da Nyx. O Taupe é um dos produtos queridinhos da Estée (essiebutton) para contorno, é só dar uma olhada aqui pra ver o quanto ela já comentou sobre ele no blog dela.


O "Taupe" comprei na Cherry Culture, custava US$6 + frete, mas quando comprei tinha uma promoção e tive desconto no final. Que eu saiba também vende Nyx no Brasil, em São Paulo, mas o preço é bem mais alto devido a carga tributária ("Brasil um país de todos", ahahah).

A embalagem é toda de plástico e nunca tive problemas com o blush quebrar, mas a embalagem no meu "Peach" (resenha aqui) já quebrou quando ele caiu com tudo no chão, mas o blush, o produto em si, nunca. Sem dúvidas eu levaria ele para uma viagem. Vem 4g (pois é, aparentemente a Nyx também diminuiu o tamanho dos seus blushes).

O "Taupe" é um marrom claro frio, o produto perfeito para contorno de peles claras. Comparando ao Hoola, ele é tem um fundo mais frio, enquanto o Hoola é mais quente.


Como eu já comentei, eu sempre tento fazer o contorno de forma bem sutil e esfumo bem. Sempre pego um pouco e tiro o excesso, mas como ele é claro, às vezes passo mais de uma vez até conseguir ver bem o efeito, daí esfumo bem. Ele é bem pigmentado e é ótimo para esfumar! Afinal de contas, um bom produto para contorno precisa ser bem esfumado e um blush que não sai do lugar, não dá certo pra essa finalidade.

A duração dele tem se mostrado entre boa e mediana (estou em dúvida porque estamos no verão e a minha maquiagem não dura muito sem primer). Sem primer consigo ficar umas três/quatro horas, com primer chega a ficar umas cinco/seis horas. Talvez eu esteja exigindo muito dele nesse verão que derrete qualquer maquiagem.

Outra coisa que notei foi que não tive problemas em relação a ele esfarelar. Não sei se a Nyx mudou alguma coisa na fórmula, mas eu achei o pó do blush mais fininho. Pode ser impressão minha ou o pincel que eu uso tenha cerdas fininhas, mas não tive problemas nesse quesito.

Sinceramente, eu gosto bastante dos blushes da Nyx. Eles são acessíveis e de ótima qualidade. Se eu não tivesse tantos blushes, o frete não fosse tão caro e não demorasse tanto pra chegar, com certeza eu compraria mais.

Prós:
• Para as branquinhas: eis uma ótima opção para contorno;
• Boa pigmentação, não esfarela e esfuma bem;

• Acessível no exterior, pena que é caro no Brasil;
• Duração boa - no verão, melhor usar primer pra segurar bem.


Contra:
• A embalagem protege o blush, mas se cair no chão, quebra facilmente.

Não vou tirar um coração por culpa do quesito "embalagem" porque se a embalagem fosse melhorzinha, o produto poderia ser mais caro. Mas eu gosto muito dos blushes da Nyx e acho que é um produto que vale a pena ser comprado, principalmente fora do Brasil, por isso, cinco corações.

♥ ♥ ♥ ♥ ♥

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Resenha: blush Dandelion, Benefit

Acho que quem acompanha o blog já percebeu que blush e corretivo são dois produtos que amo e termino comprando mais do que deveria.

Quando comprei o Hoola, a Sephora estava com uma promoção nas compras da Benefit e terminei ganhando um kit fofo chamado "Dandelion Wishes", com miniaturas do blush e do gloss Dandelion. Hoje só vou fazer a resenha do blush, depois, caso vocês queiram, posso fazer uma mini-resenha do gloss.

A miniatura tem 3g, é quase um blush full-size de blushes de outras marcas. O Dandelion custa R$139 na Sephora.

De acordo com a descrição do Dandelion no site da Benefit, ele é um pó facial iluminador rosa bailarina. Como "rosa bailarina" é uma descrição meio vaga, acho melhor dizer que é um rosa bem claro com alguns brilhinhos dourados. Por ele ser um rosa claro, termina não funcionando para peles mais escuras.

O cheirinho é ótimo, meio docinho e suave, não me incomodou.

Não notei se o Dandelion esfarelava. Na verdade, descobri que os blushes da Benefit mal esfarelam se eu usar com um pincel com muitas cerdas fininhas - tipo o da EcoTools.

A duração dele é ótima! Quando eu usei o Monistat, ficou umas 7 horas no meu rosto e sem primer ficou umas 4 horas.



Infelizmente o Dandelion não é o tipo de blush que vai servir pra qualquer tom de pele. 
Também não acho que funciona muito bem como iluminador, o brilho não aparece muito na pele nem se for aplicado várias vezes.

Esse não é o tipo de blush que eu gosto muito, é muito claro e sutil, então eu não o compraria (ainda bem que esse eu ganhei de brinde).

Prós:
• A amostra é bem generosa, 3g;
• Excelente duração.


Contras:
• Infelizmente não é um blush que funcione com todos os tons de pele por ser muito claro;
• A versão full-size dele é bem cara, R$139.


Sinceramente, acho que o Dandelion é o tipo de blush que as branquinhas que não gostam muito de cor nas bochechas podem adorar. A qualidade dele é excelente - principalmente se você tiver o pincel da EcoTools para ele não esfarelar todo -, para quem gosta de blush discreto, o Dandelion é perfeito.

Terminei tirando um coração por não ser lá muito democrático e não funcionar bem como iluminador.

♥ ♥ ♥ ♥

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Resenha: Colorburst Matte Balm "Elusive", "Sultry" e "Standout", Revlon

Enquanto muitas (ou muitos) piraram com a coleção Retro Matte da M.A.C., eu pirei com os Colorburst Matte da Revlon.

Os Colorburst Matte nada mais são do que uma versão matte daqueles balm stain Just Bitten, também da Revlon (comentei sobre um deles, o Crush, aqui). Junto com os matte (ou mattes?), a Revlon também lançou os Lacquer Balms, que são mais translúcidos e com brilhinhos, mas não me interessei por estes.

Na foto, de cima pra baixo: "Sultry", "Elusive" e "Standout"
A embalagem dele é igual a dos Just Bitten: é tipo um lápis que você gira em baixo e o produto vai subindo. O cheiro dele é de menta e eu amei, é igual ao cheirinho do Just Bitten.

Infelizmente esse produto não está disponível no Brasil, mas dá para encontrar em algumas lojinhas online, os meus eu comprei a Leise. Sei que nos Estados Unidos esse produto não é caro e dá pra encontrar nas farmácias.

Fiquei tão apaixonada pelas fotos que vi na internet que terminei comprando três das nove cores lançadas: o "Elusive", um rosa claro com fundo mais azulado; "Sultry", a cor típica que eu gosto, ou seja, um rosa mais escuro, fechado meio puxado para o ameixa; e o "Standout", um vermelho bem clássico.


Da esquerda pra direita: "Elusive", "Sultry" e "Standout"
O Colorburst Matte é uma versão mais barata do LipSurgence da Tarte: o cheiro é muito parecido e a fixação é ótima! A única diferença foi que achei o Colorburst mais pigmentado, enquanto o LipSurgence é um pouco mais translúcido.

Falando no LipSurgence, acho o "Sultry" muito parecido com o "Envy" da Tarte. Em breve faço uma comparação.

Mas, voltando... O balm matte da Revlon também não é o tipo de batom que incomoda e também não marca os lábios. Como ele se diz um "balm", acredito que seja hidratante, mas nunca pude perceber se ele realmente hidratava. 

Como eu disse, eles são bem pigmentados, não tão chatos de aplicar como alguns batons mattes porque eles são macios e deslizam bem. Mas eu tenho alguns probleminhas com o "Standout" que por ser vermelho tem que ter muito cuidado na hora de passar.

A duração deles é excelente: se eu não comer, ele fica tranquilamente umas cinco horas nos lábios.

Prós:
• Um excelente batom matte que não marca os lábios;
• Ótima pigmentação e duração;
• Preço acessível.


Contra:
• Não vende no Brasil.
Dou cinco corações! Sinceramente, eu amei toda essa linha "balm" da Revlon. Atualmente a marca é a minha favorita para produtos labiais.



♥ ♥ ♥ ♥ ♥

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Resenha: batom Everlasting Love Liquid Lipstick "Lolita", Kat Von D

Aproveitei a Black Friday da Sephora para comprar um dos batons líquidos matte da Kat Von D. Para quem não sabe, ele é um dos itens queridinhos de beleza da internet. Outra coisa importante é que ele saiu de linha nos Estados Unidos, mas ainda tem algumas cores disponíveis na Sephora do Brasil- estou seriamente pensando em comprar a "Berline" antes que acabe Vai voltar e com mais cores!!



Como já comentei acima, mas não custa nada repetir, a proposta do Everlasting Love Liquid Lipstick é de um batom líquido, bem pigmentado, de longa duração e com acabamento opaco. Atualmente a Sephora só tem três cores disponíveis: "Berline" (me parece um coral avermelhado), "Bow & Arrow" (mais puxado para o marrom) e "Jeffree" (se eu não me engano é um rosa meio forte).

Na promoção, paguei R$47. Atualmente ele custa R$93 no site da Sephora Brasil.

A embalagem dele parece um gloss - até o aplicador é daqueles de esponjinha - e tem 5,3mL. Achei a apresentação do produto bem bonita. Uma coisa que eu notei foi que quando eu deixo no cantinho de maquiagem, ele se torna meio que bifásico: uma camada do que de algum componente meio transparente (ou algum óleo, não sei) e o pigmento em baixo. Mas antes de usar, eu agito e ele volta ao normal.

O "Lolita" é um cor de boca com um toque rosado. Quando chegou me assustei um pouco porque me pareceu muito marrom (e marrom nos meus lábios fica um desastre), mas ficou até legal por conta do rosinha. Soou confuso, mas acho que vocês vão conseguir notar nas fotos.

Uma coisa que não me agrada muito nele é o cheiro que é meio esquisito, mas por sorte, quando eu aplico nos lábios, não sinto mais nada.


Logo que aplico, ele fica meio molhado, mas em um ou dois minutos já fica matte. Eu gosto de aplicar um pouco do produto no centro dos lábios e espalhar com o dedinho porque o tom fica mais próximo da cor dos meus lábios (como na primeira foto). A segunda foto é quando eu aplico direto nos lábios, sem tirar o excesso e direto da esponjinha.

Como ele fica opaco nos lábios, é bom esfoliar e hidratar antes, para evitar que fique marcado na pele que solta.

A duração dele é ótima, fica umas três/quatro horas tranquilamente, mas achei que ele fosse aguentar melhor depois que eu comesse algo - quando eu comi, saiu todo produto do centro dos lábios e só ficou o "contorno" daí tive que reaplicar. 

Prós:
• Excelente duração;
• Fica realmente opaco, é lindo;
• Não resseca os lábios.

Contras:
• Alto custo;
Infelizmente, está saindo de linha. Vai voltar, êê!

Acho que é um produto que vale a pena pagar R$47, mas R$93 acho um exagero - apesar desse ser o valor médio dos batons líquidos opacos quando importados para o Brasil.

Pelo que vi, quem está lançando batons líquidos com essa mesma proposta é o amigo da Kat Von D, o Jeffree Star, ele liberou um vídeo no Instagram mostrando uma das cores, aplicando e depois o efeito final (para ver, é só clicar aqui).

Por fim, eu dou cinco corações, terminei não tirando um coração por conta do preço já que comprei na promoção. Só estou meio inconformada porque vão tirar de linha um produto tão bom!


♥ ♥ ♥ ♥ ♥

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Resenha: primer Stay Don't Stray, Benefit

Não se assustem, não é "semana Benefit" aqui no blog, foi coincidência mesmo. No fim de semana estava olhando alguns produtos e percebi que nunca tinha feito nenhuma resenha sobre o Stay Don't Stray.

A Benefit diz que o Stay Don't Stray é um primer 360 graus: serve para fixar o corretivo e a sombra, evitando que o seu corretivo e sombra acumulem. No site da Sephora Brasil custa R$129, 100mLs e tem duas cores disponíveis, a "light" e a "medium".



O meu é uma amostra, ganhei há mais ou menos um ano atrás quando fiz uma compra na Sephora. Infelizmente não sei dizer quantos mLs tem, mas posso garantir que rende bastante. A minha cor é a "light", mas só recentemente - acredito que tem uns seis meses - a Benefit criou a "medium/dark".

A embalagem da amostra - acredito que a do tamanho original também deva ser - é de plástico e tem um aplicador tipo gloss, o que é bom porque dá para controlar o quanto de produto quero aplicar.

Uma coisa que eu achei ótima foi que ele acrescenta um pouco de cobertura. Para quem tem muita olheira (como eu) isso é ótimo porque já dá uma aliviada na cor da olheira e prepara para receber o corretivo, que provavelmente será em menor quantidade que o habitual. Já para quem tem problemas com a pálpebra meio marrom (como eu!) também é ótimo porque dá uma anulada na cor.

Antes que eu esqueça de comentar, ele tem um cheirinho leve meio estranho, mas nada que me incomodou muito.


1. Olheira sem nada.; 2. Aplicando o Stay Don't Stray; 3. Stay Don't Stray já aplicado
Ele realmente ajuda o corretivo a fixar e não acumular, mas em relação a fixar a sombra, não achei ele tão eficaz assim. A sombra pode até não acumular, mas vai perdendo a cor ao longo do dia. Daí, sempre que eu uso uma sombra mais "difícil", eu aplico o Urban Decay Primer Potion para fixar e garantir a cor.

Outra coisa que eu notei foi que ele resseca um pouquinho essa área dos olhos, daí sempre que eu vou usá-lo, eu hidrato a região antes com um creme próprio para isso (atualmente eu tenho usado o Ultra-light da Neutrogena).

Prós:
• Para quem tem dificuldade com o corretivo acumular ou escorrer ao longo do dia, o Stay Don't Stray é uma boa sugestão de produto;
• Mesma coisa para quem sofre com as pálpebras muito escurinhas;
• Acrescenta um pouco de cobertura, o que é legal para quem tem muita olheira.


Contras:
• R$129 é um preço muito, muito alto, na minha opinião;
• Infelizmente ele não é muito eficaz como primer para sombras;
• Resseca um pouco a área, o que não é muito bom visto que essa é uma parte muito sensível.


Decidi dar três corações porque termina sendo um produto bem mediano se balancearmos os prós e os contras. Para quem se interessou no produto, porém não quer pagar os R$129, sugiro que aguarde alguma promoção da Sephora que eles distribuam as miniaturas da marca ou comprar um daqueles kits da Benefit com várias amostras - porque as amostras deles duram bastante, daí vale a pena.
♥ ♥ ♥

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Resenha: bronzer Hoola, Benefit

Desde que comecei a me interessar por contorno, sempre lia sobre dois produtos que todos adoravam para este propósito: o blush "Taupe" da Nyx e o "Hoola" da Benefit. Enquanto eu espero o "Taupe" chegar, vou resenhar o "Hoola". E sim, eu estou obcecada por contorno.



Terminei comprando na Sephora - que por sinal, demorou quase duas semanas para entregar - e paguei uma facada, R$139. Terminei comprando porque estava desejando há tempo, não tinha me dado um presente de Natal e no dia tinha uma "promo" com uns brindes legais da marca - que em breve eu farei uma resenha mais completa, mas comentei rapidamente sobre eles aqui.

Essa já é a terceira resenha que faço de um box o'powder da Benefit. Para quem não me acompanha critiquei bastante o Bella Bamba por ele esfarelar muito e o Sugarbomb porque achei pouco pigmentado (acho que a proposta do blush é essa mesmo, mas ainda sim fiquei meio decepcionada porque a cor parecia ser bem bonita), para conferir essas resenhas, é só clicar aqui. Apesar de todos esses "problemas", eu comprei o Hoola, afinal, quase todas as resenhas que eu li sobre ele eram positivas.

O Hoola é um pó bronzeador opaco, não é o tipo do bronzer laranja, é um marrom médio matte, com um fundo um pouquinho quente (bem pouco mesmo), que funciona bem para as mais branquinhas e as morenas. Infelizmente acredito que não funcionará para as negras.

A embalagem é clássica das caixinhas de blush da Benefit: feita de papelão, bem bonitinha, acompanha um pincel que até que é bem útil (uso principalmente para marcar) e tem 8g.

Diferente do Bella Bamba, o Hoola não é tão esfarelento assim, principalmente se eu uso com o pincel que veio junto ou com o duo-fiber pequeno da Macrilan. Outra coisa que eu notei é que ele não tem um cheirinho gostoso como o Bella Bamba e o Sugarbomb.

A pigmentação é excelente: se eu não tiver cuidado, ele fica bem marcado e falso no rosto. Também consigo esfumar bem, suavizo sem perder o efeito de "sombra" que eu gosto de fazer. O efeito que ele dá no rosto é lindo:



Na montagem acima, a primeira foto é sem o bronzer. Depois, eu marquei com o pincel que vem junto com o Hoola (uma cerda ficou ali no meio da minha bochecha, por sinal, adoro marcar com esse pincel, o formato é perfeito). Na terceira foto, esfumo com o pincel (meia boca) do antigo conjunto da linha Intense do Boticário. Por fim, a última foto é o resultado final do contorno.

Prós:
• É um bronzer perfeito para quem quer fazer contorno ou só usar para dar aquele efeito bronzeada, principalmente para as branquinhas e as morenas;
• Esfarela pouquíssimo;
• Sinceramente, dá pra ter bronzer para sempre, porque vem 8g.

Contras:
• O preço cobrado aqui no Brasil é muito alto;
• Infelizmente acredito que não vai funcionar para as negras porque ele termina sendo muito claro, principalmente se você quer para fazer contorno.

Posso dar cinco corações para ele? Estou amando o Hoola e apesar do preço, acho que valeu a pena.
♥ ♥ ♥ ♥ ♥

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Algumas impressões sobre o Monistat Chafing Relief Powder-Gel

Antes de começar de fato o post, desejo a todos que leem o blog um excelente 2014, que este seja um ano de muitas realizações para todos nós.

Outra coisa: não vou considerar esse post uma resenha completa porque não pude tirar muitas fotos e não vou fazer no formato que eu geralmente faço as resenhas. Vai ser basicamente um resumo.

Conheci o Monistat Chafing Relief Powder-Gel lá no blog Conversa de Beleza e logo depois na comunidade. Lá no reddit.com/r/MakeupAddiction este produto também é famoso.

A ideia do Monistat é um creme para ser usado, principalmente, em áreas delicadas que ficam irritadas após a depilação ou movimento (quem nunca ficou com as coxas irritadas depois de um longo passeio de saia?). O que o Monistat faz é formar uma espécie de "barreira" contra a "fricção", evitando da pele ficar irritada e avermelhada.

O ingrediente principal do Monistat é a dimeticona, um silicone. Para quem não sabe, muitos primers famosos são feitos a base de silicone, como o Porefessional da Benefit e o Photo Finish da Smashbox. Sendo assim, começou a ser meio que difundido na internet a sugestão de usar o Monistat como primer.

O Monistat é um creme transparente nada oleoso, tipo um gel e sem cheiro. A embalagem é de bisnaga e vem 42g. Nos Estados Unidos dá para encontrar facilmente nas farmácias.



Na primeira vez que apliquei fiquei impressionada com o efeito: minha pele parecia uma seda! Realmente sinto como se tivesse uma espécie de "barreira" e termina que a base desliza muito bem na pele.

Para quem tem pele oleosa, ele é uma excelente opção: senti que ele matifica a pele, fixou a maquiagem e diminuiu um pouco a vermelhidão. Muitas pessoas que testaram afirmaram que sentiram que os poros ficaram bem reduzidos, mas eu não notei isso em mim.

Acho que o Monistat é uma boa opção para quem sofre com a maquiagem escorrendo no verão e quer que ela dure mais.

Infelizmente o Monistat não é fácil de encontrar no Brasil. Eu comprei o meu com a Leise.