segunda-feira, 28 de julho de 2014

Resenha: Pure Radiant Tinted Moisturizer SPF 30, NARS

Olhando algumas amostrinhas que havia ganho há um tempo, encontrei um sachê desse hidratante com cor ("tinted moisturizer") da NARS que a Leise tinha me dado.

Como expliquei acima, o tinted moisturizer nada mais é do que um hidratante com cor. Particularmente, eu gosto do efeito da base diluída no hidratante e faço muito isso no dia-a-dia para economizar tempo e quando eu quero uma pele extremamente leve, porém com o tom igualado. A proposta desse produto da NARS é uma "base" livre de óleo, leve, que tenha um acabamento quase translúcido e radiante, um produto que o resultado final seja tão natural que pareça tipo "minha pele, porém melhor" (my skin, but better).

O que eu achei legal desse da NARS foi o fato dele também tem fator de proteção solar (FPS 30), o que é excelente pra quem quer algo discreto e rápido pro dia-a-dia, já que resume três passos em um - hidratar, proteger e a base de cobertura leve.

Na Sephora do Brasil, esse tinted moisturizer custa R$174. Já nos Estados Unidos custa US$42. Achei o preço não muito convidativo.



A amostra tem 1mL e deu para dois usos, então tive que prestar bastante atenção em todos os detalhes para ter uma opinião formada. A versão normal dele tem 50mL. A NARS disponibilizou 11 cores e pensou também nos subtons.

Testei a cor Alaska (é o equivalente ao "light 2", seria a terceira cor mais clara e com fundo neutro).

Assim que comecei a pegar o produto, já achei que ele ia ficar escuro. Realmente, ficou. Mas quando comecei a espalhar, o tom ficou bem próximo com o da minha pele.

O Pure Radiant é um creme com cor bem fácil de ser aplicado com os dedos, porém acho que o acabamento fica melhor com um flat top kabuki.

Senti que ele demora um pouco pra secar, o que me incomodou bastante. Também achei que ele não aderiu bem na pele, ficava muito "radiante" e logo fiquei com medo de deixar meu rosto mais oleoso. Na verdade, não deixou mais oleoso, mas também não ajudou a conter. Senti muita necessidade de passar um pó compacto para finalizar (atualmente estou usando o Blot Powder da M.A.C.). No quesito de hidratação, acredito que ele conseguiu hidratar bem a minha pele ao longo do dia.

A cobertura dele é leve mesmo. Não acredito que vá cobrir bem espinhas ou manchas mais acentuadas, mas vai ajudar a dar uma disfarçada caso sua pele seja um pouco avermelhada e você procure um produto para igualar os tons do seu rosto.


Na primeira foto só com o corretor Erase Paste nas olheiras, na segunda foto com o Pure Radiant Tinted Moisturizer
Como já comentei, o acabamento é radiante mesmo, a pele fica acetinada e com uma aparência de pele bem viva e saudável... Tão viva e radiante que chega a dar medo em quem tem pele oleosa.

Prós:

• Boa variedade de cores;
• Cumpre o acabamento radiante prometido, deixando a pele bem acetinada;
• Alto fator de proteção solar;
• Cobertura levíssima.


Contras:
• Preço alto;
• Demora para secar e aderir na pele.

Fiquei bem feliz de ter sido só uma amostra, porque acho que esse seria um produto que caso tivesse comprado o full-size, teria ficado frustrada. Não acho que seja um produto ruim, mas não é o produto ideal para todos os tipos de pele. Para quem tem pele seca e madura, provavelmente vai adorar. Portanto, dou três corações.


♥ ♥ ♥

terça-feira, 22 de julho de 2014

Comparação: Berry Noir (Contém 1g) x Heroine (M.A.C.)

Antes de mais nada, preciso informar: estou louca por essa onda de batons roxos. Não lavanda ou lilás, mas roxo! Como estão lançando batons roxos aos montes, então vocês imaginam o quanto estou amando aos montes (meu bolso, nem tanto).



Ontem comprei com a Duda Gaia o Heroine da M.A.C. Preciso confessar que no começo, quando relançaram (acho que é isso), não dei muita bola. Mas depois de tantas fotos, não deu pra resistir e arrematei.

Outro nessa onda de roxinhos que fiquei encantada foi o Berry Noir da Contém 1g. Foi um pouco difícil de encontrar o dito cujo numa das lojas da marca, mas no final, consegui.

Mas o post de hoje é bem rapidinho, só pra mostrar os dois em ação.

Berry Noir à esquerda e Heroine à direita.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Resenha: delineador em gel marrom, Impala

Há alguns dias atrás, andando numa perfumaria daqui, encontrei alguns produtos da marca Impala. Já havia visto alguns produtos nas lojas Renner, mas nenhum dos que tinham lá chamou minha atenção. Dessa vez, estava pensando em comprar um delineador marrom para usar no dia-a-dia (pois é, voltei a fase do delineado cat eyes, rs).

Encontrei esse delineador em gel, com um mini-aplicador (que eu nunca uso) nas cores "preto" e "marrom". De todas as marcas que tinham na perfumaria, o da Impala era o delineador em gel mais barato e olha que lá tinha Dailus (uma marca que costumava ser baratinha). Paguei R$18, vem 3g.



Diz a marca que é um delineador em gel, mas achei ele mais uma pastinha de fato do que gel. Para nível de comparação, acho o fluidline da M.A.C. mais consistente que esse delineador da Impala.

Como comentei acima, não uso o aplicador que veio, prefiro usar um pincel chanfrado mesmo, acho muito mais prático.

Ele é bem pigmentado, tem uma cor bonita, mas na hora da aplicação mesmo, senti que tem algumas partes que ficam meio falhas. Bem, não sei se foi por culpa minha, do pincel ou do delineador, mas devido a essas falhas, tenho que ficar consertando pra não deixar aquele espaço mais claro no meio do delineado, entende? Vai começando de uma cor e quando eu estou quase terminando a linha, fica mais claro e mais claro.


Fiquei bem satisfeita (e até um pouco impressionada) do quanto ele dura. Só senti ele sair uma vez, porque cocei os olhos e aí, não tem delineador que aguente, certo? Quando não cocei, ele durou o dia inteiro, tranquilamente, aguentando até quando eu lacrimejei.

Prós:
• Duas opções de cores;
• Opção nacional e acessível;
• Boa duração.

Contra:
• Às vezes preciso aplicar mais de uma vez ou consertar algumas partes porque acho que não fica igual, algumas partes ficam mais claras.

Não me arrependi de ter comprado. O preço foi bom e o produto não deixa a desejar. Infelizmente vou tirar um coração porque... Poxa, tenho sempre que dar uma ajeitadinha pra cor ficar igual em toda pálpebra. Nunca na primeira passada fica 100%, sabem?

♥ ♥ ♥ ♥ ♥

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Fazendo maquiagens com uma só paleta (maquiagem para noite) - Smoked Palette

Demorei um pouquinho pra postar de novo essa categoria, mas tô de volta.

Hoje tem mais uma ideia de look com a Smoked Palette da Urban Decay (resenha aqui). Dessa vez fiz uma maquiagem mais colorida, focando mais na cor roxa (a Rockstar). Sei que coloquei ali em cima que era uma maquiagem "para noite", mas eu não me importaria de usá-la a tarde e acho que algumas pessoas também não vão se importar.




Como já comentei com vocês, não sou nenhuma expert e muito menos maquiadora profissional, sou só uma entusiasta da maquiagem, vamos dizer assim...

Então, vamos lá:



Começo a maquiagem usando o Urban Decay Primer Potion "Eden" (1) e depois, para igualar o tom da pálpebra, uso a sombra Freestyle (2) com um pincel gordinho (3).



Com a sombra marrom matte da paletta, no caso, a Backdoor (4), uso um pincel de esfumar bem fofinho, tiro o excesso da sombra e vou esfumando (5) até a sombra ficar bem natural e nada marcada (6), a intenção mesmo é só delimitar o espaço que eu vou usar e criar definição.



Usando a sombra Asphalt (7) e um pincel de esfumar, aplico-a como na foto (8) e esfumo as bordas (9). A ideia é deixar um espaço para a sombra roxa, quase como um esfumado horizontal.



Com a sombra Rockstar (10) e o mesmo pincel usado para aplicar a Asphalt, aplico-a no espaço que deixei sobrando anteriormente (11). Como a cor não ficou tão evidente (12), umedeci o pincel e apliquei novamente a Rockstar.



Com a sombra preta matte, Blackout (13) e o mesmo pincel de esfumar usando anteriormente (14), aplico no final da pálpebra, apenas para dar um efeito degradê e esfumo bem para o preto se fundir com o finalzinho do roxo (15) e não deixar nada muito marcado.


Apliquei rímel e um lápis bege na linha d'água para dar a impressão de um olho mais "desperto" e maior (16). Para finalizar, utilizei a Kinky (17), que é uma sombra branca e matte, para iluminar o canto interno do olho (18) para que a maquiagem não fique muito pesada e escura, dando assim um aspecto de cansaço.

O resultado final foi esse:


O que vocês acharam? Por favor, deixem nos comentários sugestões de ocasiões que vocês gostariam que eu fizesse a maquiagem. :)

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Resenha: corretivo Erase Paste, Benefit

Se tinha um produto que eu lia maravilhas sobre e tinha muita curiosidade para testar era o Erase Paste. Quem tem olheiras, sabe bem como é tentar "disfarçar" as queridas, principalmente naqueles dias de poucas horas de sono e às vezes falhar miseravelmente.

Sobre corretores, não conheço muitos, mas tinha curiosidade com o da Bobbi Brown, porém o valor me assusta e desencanei disso. Sei que tem uma opção nacional, acho que é da Catherine Hill, mas nunca encontrei por aqui. Também tem o da Skin Food, mas estranhamente nunca me empolguei tanto para testar. O Erase Paste sempre foi uma opção que considerei porque sempre li muitos elogios sobre, como já comentei acima.

A proposta do Erase Paste é um corretivo/corretor que camufla e ilumina as olheiras e outras áreas do rosto que tenham imperfeições ou problemas de descoloração (acho que é basicamente isso).



Infelizmente - e não entendo o motivo - a Benefit não trouxe esse produto para o Brasil. Só consegui comprar no duty free de Guarulhos que agora vende Benefit e tem alguns produtos por um preço mais camarada que o da Sephora. Paguei uns US$28, se não me engano.

A Benefit lançou três cores: fair, medium e deep. Comprei a fair e a cor ficou ok em mim. Pra quem quiser ter uma ideia de cor, acho que até a cor NW20 fica bem com a fair. Acredito que todos os tons tenham um fundo meio salmão, justamente porque a proposta do Erase Paste é um corretor e o fundo mais salmão/rosado ajuda a "anular" a cor da olheira.

A embalagem é um potinho de plástico - quer dizer, eu acho que é plástico - com tampa de rosquear. Vem também uma espátula pequena, de plástico, que é indicado pra retirar o produto para aplicar. Não uso a espátula porque não tenho paciência. Talvez seja mais higiênico, mas sempre lavo às mãos ou uso álcool em gel antes de maquiar e também só eu uso o corretivo, então, não me importo muito. Ah, na embalagem diz que vem 4,40 g.

Fiquei impressionada com a textura, juro que não esperava um produto tão cremoso assim! Parece um hidratante! Devido a textura, é bem fácil de espalhar e não tem aquele problema todo de secar e não sair mais do lugar. Para aplicar, geralmente pego um pouco do produto e espalho dando batidinhas delicadas com o dedo anelar, para aderir bem continuo dando batidinhas com os dedos até sentir que o corretor meio que se "fundiu" com a pele.

A melhor forma que encontrei de usá-lo foi aplicando antes da base, porque sinto que fica bem natural. Quando aplico depois da base, sinto que fica meio falso já que ele tem o fundo salmão. Então, faço o seguinte processo: primeiro aplico o corretor como disse acima, espero um pouco para sentir que o produto aderiu bem na pele, só depois disso aplico a base e com muito cuidado, pressiono levemente o kabuki onde apliquei o corretor, para a região pegar um pouco do tom da base; só depois de tudo isso, aplico o corretivo.

1. Sem nada; 2. Aplicando o Erase Paste; 3. Só com o Erase Paste; 4. Erase Paste + Base (usei a Healthy Mix da Bourjois)
A cobertura é excelente, mas nos dias de olheiras mais extremas, sinto que ele sozinho não é tão eficaz, daí uso o corretivo depois da base.

Geralmente não me dou muito bem com corretivos/corretores cremosos desse jeito porque eles acumulam um pouco nas linhas e isso aconteceu um pouco com o Erase Paste. Mas não me importei muito e para disfarçar isso, dou muitas batidinhas com os dedos antes de aplicar a base.

Não tenho nenhuma queixa sobre a duração dele, achei que aguentou bem todas as vezes que usei.

Achei que ele cumpriu tudo o que promete. Para algumas pessoas que não se incomodam com as olheiras pode ser um produto supérfluo, mas acho um excelente produto para quem deseja camuflar nessa área.

Prós:
• Uma boa opção de corretor mid-range ("mid-range" é um termo para produtos que não são tão caros quanto outros de marcas caríssimas e famosas como Dior, Chanel, etc; e nem tão baratinhos quanto os produtos de farmácia);
• Para quem tem problemas com pálpebras mais sequinhas indico muito já que ele é bem hidratante;
• Devido a textura, dá pra espalhar bem e sem medo do produto secar e ficar estranho no rosto;
• Parece pouco, mas acho que as três opções de cores são suficientes.

Contras:
• Infelizmente não é vendido no Brasil (por queeee Benefit?! por que?!);
• Não sei se só foi comigo, mas ele deu uma acumulada de leve nas linhas dessa parte dos olhos.

Apesar dos contras, não vou tirar nenhum coração da avaliação final já que dá pra contornar alguns desses probleminhas, rs. Os prós dele terminam superando os contras.


♥ ♥ ♥ ♥ ♥